Polícia

Casal sequestrado no Centro de Teresina é obrigado a conduzir carro para assaltos

Polícia diz que suspeitos estavam armados, mas, durante a perseguição, não houve troca de tiros e os reféns foram liberados

10/01/2017 - Atualizado em: 10/01/2017, 12:20 Publicado por: Edrian Santos Repórter: Edrian Santos
Bandidos praticaram assaltos e queriam ir ao banco para provavelmente sacar dinheiro dos reféns (Foto: Divulgação)

Bandidos praticaram assaltos e queriam ir ao banco para provavelmente sacar dinheiro dos reféns (Foto: Divulgação)

O 9º Batalhão da Polícia Militar do Piauí (9º BPM), responsável pela zona Norte de Teresina, confirmou a ocorrência do sequestro de um casal no Centro da capital, na noite da última segunda-feira (09/01). Dois meliantes abordaram as vítimas, que estavam num carro modelo Celta, de cor vermelha. Os bandidos praticaram assaltos e queriam ir ao banco para provavelmente sacar dinheiro dos reféns, cujas identidades não foram reveladas.

O major Gilson Leite, comandante do 9º BMP, informou ao OitoMeia que a ação aconteceu nas imediações da Rua Areolino de Abreu. “Dois suspeitos abordaram as vítimas no Centro. Depois disso, fizeram-nas de reféns e seguiram para a zona Norte. Os meliantes não sabiam dirigir e obrigaram uma das vítimas a conduzir o carro até o Morro do Urubu para pegarem outro comparsa que sabia dirigir”, relata.

O policial destaca que houve perseguição assim que o carro foi interceptado por viaturas na Avenida Petrônio Portella, no bairro da Primavera. Não houve troca de tiros, embora os suspeitos estivessem armados, de acordo com o major. “Perceberam a ação da polícia e abandonaram o carro, liberando os reféns e os bens roubados, já na Avenida Duque de Caxias”, diz. Toda a ação durou cerca de uma hora e meia, iniciada às 22h, indo até às 23h30.

Dois bandidos conseguiram fugir e um foi capturado (Foto: Divulgação)

Dois bandidos conseguiram fugir e um foi capturado (Foto: Divulgação)

Gilson ainda esclarece que dois bandidos conseguiram fugir, porém, um foi capturado e encaminhado à Central de Flagrantes para responder por roubo e sequestro. “O que conseguimos prender, dos três, é o mais perigoso. Ele é fugitivo da Major César, já praticou vários assaltos e responde por pelo menos quatro homicídios”, pontua. O major também informa que todos os objetos roubados foram recuperados. As armas não foram encontradas.

comentários