Polícia

Suspeito de furtar R$ 20 milhões, “hacker ostentação” é preso em Teresina

Kawill Willames Menezes Rodrigues foi preso pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado ainda em decorrência da Operação Pinshers

07/01/2017 - Atualizado em: 07/01/2017, 16:41 Publicado por: Victor Costa
Kawill Willames Menezes Rodrigues, preso acusado de furtar R$ 20 milhões (Foto: Divulgação)

Kawill Willames Menezes Rodrigues, preso acusado de furtar R$ 20 milhões (Foto: Divulgação)

Na manhã deste sábado (07/01), agentes do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) realizaram operação para prender Kawill Willames Menezes Rodrigues, acusado de chefiar um grupo de hackers que furtou cerca de R$ 20 milhões através de operações bancárias ilegais pela internet.

Mais conhecido como “Rei da Liga”, Kawill Willames morava no bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina, e estava foragido da justiça desde quando teve seu pedido de prisão decretado na “Operação Pinshers”, que prendeu quatro pessoas em novembro de 2016.

Antes de ser detido, Kawill Willames ostentava nas redes sociais uma vida luxuosa e dizia que nunca seria preso. Em suas redes sociais fazia provocações, inclusive ao apresentador Ieldyson Vasconcelos, do Bom Dia Meio Norte, quando a operação era citada no programa.

Outras quatro pessoas ainda estão foragidas. São elas: Antônio Sousa da Silva, vulgo Nego Teixeira ou Neto Bacelar, Romário Lima dos Santos, Jailton Rubens de Almeida Sousa, vulgo Manin, e Dielly Maria Veras Lima, esposa do Manin.

comentários