Notícias

Terceira etapa das obras da ZPE Parnaíba começa nesta segunda (16)

Durante a reunião, foram discutidas questões como o cronograma das obras de expansão de energia de alta tensão

11/01/2017 - Atualizado em: 11/01/2017, 13:59 Publicado por: Margella Furtado

A secretária de Estado da Infraestrutura, Janaínna Marques, e equipe de engenheiros da Seinfra reuniram-se, nessa quarta-feira (11), com o secretário de Estado da Administração, Franzé Silva; o diretor da Agespisa, Raimundo Trigo; e o presidente da Zona de Processamento de Exportações do Estado do Piauí (ZPE) de Parnaíba, Paulo Roberto Cardoso, para tratar sobre a execução da terceira etapa da obra da ZPE.

Gestores tratam sobre obras da ZPE Parnaíba / (Foto: Reprodução)

Gestores tratam sobre obras da ZPE Parnaíba / (Foto: Reprodução)

Durante a reunião, foram discutidas questões como o cronograma das obras de expansão de energia de alta tensão; cronograma de atividade das estações de tratamento de água e esgoto da ZPE; funcionamento das empresas instaladas e em instalação na ZPE e assuntos administrativos.

De acordo com a secretária Janaínna Marques, ficou acordado que a terceira etapa das obras da Zona de Processamento de Exportações irá iniciar no dia 16 de janeiro, com prazo de conclusão de 20 dias.

“Sentamos hoje para realizar alguns ajustes que faltavam para dar seguimento a essa obra, em especial no que diz respeito à energia elétrica. Nessa terça-feira (10), estive em reunião com o presidente da Eletrobras no Piauí, Arquelau Amorim, e ele me garantiu que a empresa terá uma atenção especial para dar celeridade a essa obra. A nossa expectativa é de que as atividades comecem na próxima segunda-feira (16), e que seja concluída até o dia 6 de fevereiro”, disse a gestora.

Segundo o presidente da ZPE, Paulo Roberto Cardoso, para melhorar o entendimento com as indústrias, o órgão pretende ouvir os empresários instalados e que desejam se instalar no local, por meio de relatório que será enviado para o conselho da ZPE, para que possa ter um alinhamento na infraestrutura das empresas e um entendimento entre as indústrias e a Zona de Processamento de Exportações.

comentários