Notícias

Prefeitura realiza ações de monitoramento e limpeza de vias após chuvas intensas

Superintendentes das regiões Leste e Sul visitaram bairros da cidade na manhã de hoje (11/01)

11/01/2017 - Atualizado em: 11/01/2017, 15:47 Publicado por: Juliana Andrade

Na manhã de hoje (11/01), após a forte chuva que atingiu Teresina na noite de ontem (10), a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), de forma preventiva, realizou ações para evitar o alagamento das ruas em decorrência do acúmulo de lixo. O órgão também faz com frequência vistorias monitoradas durante ou após o período chuvoso. As inspeções têm como principal objetivo minimizar os transtornos causados.

A ação de limpeza de galerias, bocas de lobo e a conservação e desentupimento dos bueiros, por exemplo, fazem parte da programação da Superintendência. Os serviços visam garantir o perfeito escoamento das águas pluviais e impedir que o material sólido retido durante as chuvas cause maiores transtornos. “Nesse momento nossa equipe está fazendo a limpeza de algumas vias que acumularam sujeira. Já enviamos também equipes para fazer a retirada de uma árvore caída na Avenida Presidente Kennedy, uma na Raul Lopes e outra no Residencial O Sonho Não Acabou”, afirma Renato Lopes, novo gerente de limpeza da SDU.

Segundo a gerência de limpeza, até o momento, não existem registros de alagamentos por conta de galerias entupidas. “Só na zona Leste existem 73 galerias e bueiros que funcionam como facilitadores da passagem de água nessa região. De forma programada é realizada a remoção desses resíduos, que acumulam, em média, cinco mil toneladas”, disse Lopes.

Além disso, equipes da Gerência de Obras, em parceria com a Gerência de Limpeza, fazem um monitoramento eficiente, percorrendo pontos da cidade e tomando todas as providências necessárias. “Quando a chuva acaba, geralmente uma equipe da limpeza ou um técnico da Gerência de Obras percorre os pontos que tiveram alagamentos inconstantes ou, por exemplo, uma árvore que caiu e prejudica o trânsito no local. Nosso principal objetivo é diminuir os transtornos”, contou o novo superintendente João Pádua.

Segundo ele, a colaboração da população é fundamental. “Solicitamos também o apoio da população, no sentido de fazer o acondicionamento do lixo da maneira correta e evitar despejar materiais em praças e no meio de ruas e avenidas”, explicou.

Para ajudar no trabalho da SDU, com reclamações, sugestões e informações, a população pode usar os números (86) 3215-7875 e 3215-7874. O horário de funcionamento do órgão é de 7h30 às 13h30, de segunda à sexta.

Zona Sul

A região Sul também passou por levantamento dos danos causados pela chuva de ontem. Logo no início da manhã de hoje (11) o superintendente da região, Paulo Lopes, esteve em vários bairros da região. “Felizmente, não fomos informados de nenhuma situação de maior gravidade, mas decidimos fazer esse levantamento in loco logo cedo, para que os problemas registrados fossem resolvidos o mais rapidamente possível”, afirmou.

Entre os problemas constatados na zona Sul estavam queda de algumas árvores de pequeno porte, lixo que foi arrastado pelas águas e acabaram se acumulando em avenidas e em bocas de lobo e algumas pedras que soltaram em calçamentos, calçadas e canteiros centrais.

Com relação à limpeza, a gerência de Serviços Urbanos da SDU colocou equipes desde cedo em pontos como as avenidas Ulisses Guimarães, no Promorar, e Henry Wall de Carvalho, na região do Angelim, atuando na retirada desse material. “Esse lixo, que é arrastado pelas águas das chuvas, na maioria dos casos são jogados pelos moradores nas ruas e galerias. Por isso estamos sempre solicitando a todos que esperem os dias e horários certos da passagem do carro da coleta domiciliar”, lembrou o superintendente.

Nas regiões Centro/Norte e Sudeste não foram registradas grandes ocorrências. Desde dezembro do ano passado as equipes de limpeza das SDUs dessas regiões estão reforçando o trabalho de desentupimento de bueiros, galerias e bocas de lobo para evitar o acúmulo de lixo, que causam os alagamentos.

 

comentários