23/02/2017 (86) 98119-5253

Estilo de vida

Por que há mais insetos durante o verão (e como lidar com isso)

Assim que chega o verão, chegam também milhares de insetos em nossas casas. O biólogo Wendel Pontes explica o porquê

04/01/2017 - Atualizado em: 04/01/2017, 16:40 Publicado por: Sávia Barreto

O verão traz junto de si muita coisa boa. É Natal, Réveillon, calor, praia, férias… Não há como negar, no entanto, que ele também carrega uma espécie de ~maldição~: é nessa época do ano, afinal, que o metabolismo dos insetos aumenta, e que eles podem ser encontrados em todos os lugares – inclusive no seu quarto, tranquilamente te picando e acordando no meio da madrugada.

A vida dos insetos está intimamente sincronizada com o ciclo das plantas, e o verão é o período em que as flores desabrocham

A vida dos insetos está intimamente sincronizada com o ciclo das plantas, e o verão é o período em que as flores desabrocham

Você já parou para se perguntar o porquê de isso acontecer? Segundo Wendel Pontes, biólogo e especialista no comportamento e reprodução destes animais, há dois motivos principais. “A vida dos insetos está intimamente sincronizada com o ciclo das plantas, e o verão é o período em que as flores desabrocham. Muitos insetos se alimentam no néctar floral”, ele explica. “Além disso, o metabolismo dos insetos se intensifica com o aumento do calor. Eles voam e caminham mais, e a redução das chuvas permite que eles possam se deslocar mais livremente”.

Mas por que será que eles escolhem se alojar dentro das nossas casas? Depende. No geral, assim como nós, os insetos procuram lugares frescos para evitar as horas mais quentes do dia – e embaixo do nosso teto é um bom lugar para se esconder do Sol, como explica o biólogo.

Os pernilongos que perturbam nosso sono não são, como muita gente acredita, atraídos pela luz elétrica. Ao contrário, eles vêm às nossas casas por conta da gente, mesmo (já que se alimentam do nosso sangue).

As mariposas, por sua vez, são atraídas pela luz – como bem sabia Adoniran Barbosa. “Elas possuem o que chamamos de fototaxia positiva”, diz Wendel. “Existem muitas teorias para explicar esta atração, mas nenhuma é definitiva. Uma delas diz que os insetos voadores se adaptaram a voar em direção a uma fonte natural de luz (o Sol, a Lua ou as estrelas, por exemplo) como forma de orientação. As luzes artificiais, no entanto, acabam sendo mais fortes que a luz da Lua, por exemplo”. O biólogo garante, porém, que todos os insetos atraídos pela luz são inofensivos para o homem.

Para se ver livre destes bichos, o biólogo tem algumas dicas: “é possível reduzir a presença de baratas e moscas evitando deixar restos de comida na cozinha, por exemplo. Já contra mosquitos, é necessário usar repelentes e inseticidas”.

Fonte: M de Mulher
comentários