Futebol

Brasileirão de 2017 pode ter árbitros de vídeo, afirma International Board

Secretário do órgão que cria regras do futebol diz que experiência iniciada no Mundial de Clubes será repetida na Holanda já neste mês e estendida no segundo semestre

11/01/2017 - Atualizado em: 11/01/2017, 13:42 Publicado por: Victor Costa

Os árbitros de vídeo – experiência que Fifa inaugurou no Mundial de Clubes do Japão, em dezembro – voltarão a campo em 2017. Primeiro na Holanda, em jogos da Copa do país a serem disputados em janeiro. E depois, no segundo semestre, em várias ligas pelo mundo, “potencialmente até no Brasil”, segundo disse Lukas Brud, secretário da International Board (Ifab), órgão que cuida das regras do futebol.

Uma dúzia de países está se preparando para testes, inclusive o Brasil", disse Lukas Brud (Foto: Martín Fernandez)

Uma dúzia de países está se preparando para testes, inclusive o Brasil”, disse Lukas Brud (Foto: Martín Fernandez)

– Isso [o uso de Árbitros de Vídeo no Brasil] está sujeito a eles preencherem todos os requisitos e todo o treinamento, mas o Brasil está fazendo um bom trabalho até agora. Vamos nos encontrar com eles nos próximos meses para ver os avanços, para ver como estão se desenvolvendo, e acho que vão começar [a usar] assim que for possível – disse Brud em Zurique, onde fica a sede da International Board.

O dirigente afirmou que o primeiro país a usar os Árbitros de Vídeo em 2017 será a Holanda, já em janeiro.

– Uma dúzia de países está se preparando para testes, inclusive o Brasil. Todos estão fazendo treinamento de árbitros, o que nós chamamos de “experiências offline”. Esperamos que os primeiros jogos sejam realizados ainda neste mês, na Holanda, onde todo o protocolo seria usado. E nos próximos três ou quatro meses outros países vão fazer experiências em jogos amistosos. E mais tarde, no segundo semestre de 2017, muitas ligas vão implementar os Árbitros de Vídeo nas competições.

Lukas Brud disse ainda que a ideia da Fifa “está inclinada” a usar os Árbitros de Vídeo na Copa do Mundo de 2018. Essa questão vai depender da quantidade de testes que se consiga fazer até lá.

– Estamos fazendo todo o possível, junto com a Fifa, para isso funcionar, porque queremos melhorar as decisões da arbitragem. Especialmente os erros escandalosos, queremos evitar os escândalos. E se a Fifa estiver pronta e os Árbitros de Vídeo estiverem treinados o suficiente, então será usado, sim.

Os Árbitros de Vídeo foram usados pela primeira no Mundial de Clubes de 2016, com resultados polêmicos e críticas pesadas por parte de jogadores e técnicos. Lukas Brud defendeu a experiência e disse que os resultados foram bons, apesar das falhas.

– É importante que o treinamento seja feito adequadamente para evitar problemas nos torneios. Foi a primeira vez que os árbitros no campo foram ajudados pelos Árbitros de Vídeo, e não seria possível evitar todos os problemas logo no começo – declarou Brud.

Fonte: Globo Esporte
comentários