26/02/2017 (86) 98119-5253

Victor Costa

Em votação com estrangeiros, River fica entre os escudos mais bonitos do Brasil

16/02/2017 - Atualizado em: 16/02/2017, 14:28 Publicado por: Victor Costa

O blog Pombo sem asa, do Globoesporte.com, na missão de escolher o emblema mais bonito do futebol brasileiro, saiu a campo para pegar a opinião de gente imparcial. Fomos atrás de 100 estrangeiros, a grande maioria sem qualquer ligação com nosso esporte, para ter um olhar diferente e que nos permitisse formar um ranking.

Escudo do River foi lembrado por três estrangeiros em votação (Foto: Divulgação / RiverAC)

Pegando opinião de estrangeiros – amigos de amigos, conhecidos de conhecidos, gente de todas as idades, profissões e nacionalidades – para formar um colégio eleitoral que nos alimentasse de dados para criar uma lista de preferências por beleza dos escudos.

Cada estrangeiro votou nos três escudos mais bonitos na opinião deles, e levamos em conta as seguintes pontuações: 1º lugar – 3 pontos; 2º – 2 pontos; 3º – 1 ponto. Eles receberam – através de Facebook, Twitter, Whatsapp ou e-mail – uma imagem com os 64 escudos das Séries A, B, C e dos quatro clubes que subiram da C para D, com numeração de 1 a 64, sem o nome das equipes, para não influenciar qualquer escolha. A ideia foi ter a visão mais imparcial possível.

Com a soma da pontuação, deu Corinthians. O escudo do Timão foi o preferido entre os estrangeiros, superando o do Sport, Flamengo, Botafogo, Chapecoense e Vasco. Interessante notar que o escudo da Chape foi muito bem votado, e a apuração para este post foi feita antes da tragédia da Colômbia. Ou seja, não houve qualquer tipo de influência na imensa divulgação do escudo do clube catarinense para que ficasse bem posicionado.

O River aparece na 36ª posição com três votos. O tricolor piauiense recebeu votos do inglês Simon Gaskell, do irlandês Denis Hurley e do mexicano Rodrigo Gonzalez.

Das sinas e fardos da vida

15/02/2017 - Atualizado em: 15/02/2017, 13:42 Publicado por: Victor Costa

Há quem creia em destino e há os que preferem ignorar o fatalismo do curso da história, sua ou de outrem, ao aceitar no acaso da dúvida, o que vier. Independente da forma escolhida para encarar a vida, algumas coisas parecem nunca mudar. Depois do recital de futebol ofertado pelo Paris Saint Germain na noite de ontem, no Parque dos Príncipes, é razoável imaginar que Zlatan Ibrahimovic, do conforto de sua casa em Manchester, desligou a TV se perguntando o porquê da jura que o segue neste vale de lágrimas.

Aniversariante, Di María marcou duas vezes e foi o responsável pela degola catalã (Foto: François Mori/AP)

A vitória dos franceses sobre o Barcelona, pelas oitavas de final da UEFA Champions League, exorcizou um incômodo fantasma que pairava por cima do projeto franco-catariano e reanimou os demônios do próprio Ibra. Para o PSG, foi o fim do tormento de encantar como nunca e perder como sempre. Para o atacante sueco, manteve-se o fado de ver suas ex-equipes triunfando na maior competição da Europa justo depois de sua partida. Vão-se os aneis, ficam os dedos, diria o antigo.

E justo seria a melhor definição para o resultado produzido pelo Paris no encontro com os catalães. A goleada de 4 a 0 foi construída sobre um pilar determinante: o da vontade. Foi praticamente como se o técnico Unai Emery tivesse podido entrar em campo e se esgoelar diante dos blaugranas. Marcando adiantadamente e com firmeza, os franceses puderam ditar o ritmo da partida sem correr riscos. Sob a batuta de Di María e Verratti, fizeram dois dos quatro gols do jogo em contra-ataques lúcidos, que desnortearam o adversário.

A vantagem dá tranquilidade ao clube parisiense na partida de volta, marcada para o dia 8 de março. Se o Barcelona quiser dar a volta ao resultado do primeiro duelo, será necessário que seu maior expoente, Lionel Messi, “faça chover” no Camp Nou, algo que o argentino já provou estar em sua lista de milagres. Caso aconteça, o Paris diz: sem problemas. Guarda-chuvas é que não irão faltar em prol do objetivo máximo da temporada.

Para Ibrahimovic, contudo, a nuvem pode ser de lágrimas. Depois de deixar Inter de Milão e Barcelona há algumas temporadas, e logo depois ver ambos conquistarem a glória continental que lhe falta, um revival pode ser por demais dolorido para alguém, que aos 35 anos, já não tem a mesma condição de lutar com tanto afinco pelo sonho final da carreira.

* Texto original de Vinícius França, do Catenaccio Espiral.

Copa do Nordeste sofre mudanças e times piauienses são prejudicados

14/02/2017 - Atualizado em: 14/02/2017, 19:10 Publicado por: Victor Costa

O futebol nordestino viveu muitos anos escanteado diante do futebol brasileiro. A Copa do Nordeste chegou e mudou isso. Hoje a competição é a melhor coisa que temos no primeiro semestre do calendário brasileiro. Aí começam a crescer o olho…

Copa do Nordeste sofrerá mudanças e times piauienses são prejudicados (Foto: Victor Costa)

As federações de Pernambuco, Bahia e Ceará, que tem os times mais bem rankeados da região, vivem de chorar miséria por conta da exclusão que sofrem (e realmente sofrem!) pela CBF e mídia esportiva brasileira quando se compara com o principal eixo de futebol brasileiro, situado entre Rio, São Paulo e Minas. No entanto, quando PE, BA e CE tem a oportunidade de fazer o mesmo com as demais federações nordestinas, eles o fazem. Querem porque querem uma fatia maior do bolo na Copa do Nordeste e, pelo visto, conseguiram.

A partir de 2018, a competição terá uma redução de 20 para 16 times. A composição será: o campeão da edição anterior, os nove campeões estaduais, três times pernambucanos, três times baianos, três times cearenses e, para completar os times classificados, uma espécie de Pré-Copa do Nordeste com os terceiros colocados de CE, PE e BA e os vice-campeões estaduais dos estados que tem apenas uma vaga garantida.

Em resumo… mais para Pernambuco, Ceará e Bahia. Menos para Piauí, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba.

Ah… só para lembrar. As mudanças aconteceram em uma reunião da Liga do Nordeste, responsável pela competição, e os presidentes das NOVE FEDERAÇÕES. Ou seja, os representantes de todos os estados aceitaram. Qual o motivo? Fica aí o questionamento.

Por histórico, River precisa de mais uma vitória para avançar de fase na Copa do Nordeste

13/02/2017 - Atualizado em: 13/02/2017, 10:54 Publicado por: Victor Costa

Invicto, River tem grande chance de avançar para segunda fase da Copa do Nordeste (Foto: Victor Costa)

Invicto e líder do grupo com sete pontos ganhos, o River tem em mãos uma grande oportunidade de fazer história para um time piauiense na Copa do Nordeste: avançar para a segunda fase da competição.

Desde quando a primeira fase começou a ser disputada com cinco grupos de quatro equipes em que se classificam para a segunda fase os líderes de cada grupo e os três segundos colocados, os classificados para a segunda fase somaram entre 18 pontos (Bahia em 2016) e 8 pontos (Campinense em 2015).

No entanto, um número parece ser “mágico” para classificar-se à segunda fase pelo menos como um dos três melhores segundo colocados: 10 pontos. Em 2015, quem fez 10 pontos garantiu vaga na segunda fase. Em 2016, quatro times conseguiram os 10 pontos, ficando apenas um deles de fora pelo critérios de desempate.

Com sete pontos ganhos em três rodadas, o River tem mais três jogos para somar três pontos e ficar com um pé na segunda fase ou fazer quatro pontos e ter a certeza da classificação.

Para conquistar essa pontuação, o River tem dois jogos em casa, contra Sport (25/02) e Sampaio Corrêa (11/02) e um fora de casa, contra a Juazeirense (22/03).

ALTOS AINDA NA BRIGA
O outro representante piauiense na Copa do Nordeste também tem chances de avançar de fase, no entanto, com uma vida mais complicada. O grupo está embolado, o Altos é o terceiro colocado com três pontos conquistados e vê Bahia e Fortaleza, os dois primeiros colocados, com apenas cinco pontos.

O mais complicado para o Altos é a tabela. O time piauiense agora terá duas partidas fora de casa (contra Bahia e Fortaleza) e uma em casa (contra Moto Club) para somar pontos e buscar a classificação à segunda fase.

Em eliminação da Copa do Brasil, River teve gol mal anulado; assista o lance

09/02/2017 - Atualizado em: 09/02/2017, 10:09 Publicado por: Victor Costa

O River foi eliminado da Copa do Brasil na noite de quarta-feira (08/02) ao ser derrotado pelo Sete de Setembro, no estádio Douradão, em Dourados-MS. O placar de 1×0 deu ao time da casa a classificação à segunda fase da competição, mas um lance da partida poderia ter dado outro final.

Viola lança para Rodrigo Tiuí que, em posição legal, marca para o River. Assistente marcou impedimento (Reprodução / YouTube)

Aos 43 minutos do primeiro tempo, Viola recebeu na ponta esquerda e lançou para Rodrigo Tiuí que invadia a área pela ponta direita. De cabeça, Tiuí marcou o gol que abriria o placar da partida, no entanto, o assistente assinalou posição irregular de Tiuí e anulou o gol.

Na imagem frisada, é visível que Rodrigo Tiuí estava alguns centímetros atrás do último jogador do Sete de Setembro, portanto, em posição legal. Assista o lance no vídeo abaixo:

Caso o gol tivesse sido validado, o River abriria vantagem no marcador e obrigaria o Sete a virar a partida já que, de acordo com o novo regulamento da Copa do Brasil, o time da casa precisa vencer a partida para se classificar nas duas primeiras fases da competição.

Eliminado da Copa do Brasil, o River agora vira a chave para enfrentar o Sport, em Recife, pela Copa do Nordeste. A partida será na Ilha do Retiro, no próximo sábado (11/02), às 18h15.

Árbitro de Sampaio Corrêa x River já teve de sair escoltado após partida no Albertão

03/02/2017 - Atualizado em: 03/02/2017, 10:18 Publicado por: Victor Costa

Copa do Nordeste. 23 de março de 2016. Estádio Albertão. Copa do Nordeste. River 1×2 Fortaleza. O apito final do árbitro Ítalo Medeiros de Azevedo deu fim a um jogo recheado de polêmicas de arbitragem que culminou com a derrota do River na partida válida pela Copa do Nordeste. Um ano depois, Ítalo voltará a apitar uma partida do Galo na competição, agora contra o Sampaio Corrêa, em São Luís.

Ítalo Medeiros de Azevedo saiu escoltado pela polícia após apitar River x Fortaleza no Albertão em 2016 (Foto: Victor Costa)

O jogo teve três expulsões, duas do River e uma do Fortaleza, mas nem de longe foram as maiores polêmicas da partida. O árbitro potiguar interferiu diretamente ao assinalar um penalti para o Fortaleza e deixar de assinalar um a favor do River, além de contar com o “auxílio” do bandeirinha em anular um gol legítimo do River ao marcar impedimento.

A péssima atuação na partida rendeu nota de repúdio da Federação de Futebol do Piauí, mas aparentemente ficou por isso mesmo. Ítalo não sofreu punição e, agora, volta a apitar um jogo do River.

River tem dois jogadores na seleção da primeira rodada da Copa do Nordeste

02/02/2017 - Atualizado em: 02/02/2017, 08:44 Publicado por: Victor Costa

A vitória sobre a Juazeirense na estreia da Copa do Nordeste 2017 ainda repercute bem no River. Em eleição do Esporte Interativo, dois jogadores do River estiveram presentes na seleção da primeira rodada da Copa do Nordeste: o lateral-esquerdo Wesley e o atacante Viola.

Viola marcou os dois gols da vitória e já tem o seu nome entre os artilheiros da competição. Wesley fez boas jogadas pelo lado esquerdo do River e por pouco não marcou um belo gol, sendo impedido apenas por grande defesa do goleiro.

Seleção da primeira rodada da Copa do Nordeste 2017 (Foto: Reprodução / Esporte Interativo)

A seleção da primeira rodada da Copa do Nordeste ficou:
1. Genivaldo (Itabaiana)
2. Joazi (Náutico)
3. Ronaldo Alves (Sport)
4. Thiago (Bahia)
6. Wesley (River)
5. Didira (CSA)
8. Régis (Bahia)
10. Marcos Júnior (América-RN)
7. David (Vitória)
11. Jefferson Nem (Náutico)
9. Viola (River)
Téc.: Oliveira Canindé (CSA)

Polvo Victor: palpites para o Campeonato Piauiense 2017

31/01/2017 - Atualizado em: 31/01/2017, 09:55 Publicado por: Victor Costa

Palpites no jornalismo esportivo servem quase que unicamente para ser cobrado após no decorrer do campeonato quando nada daquilo se concretizou, mas vamos lá para os palpites sobre o Campeonato Piauiense por Victor Costa.

Time de maior poder financeiro do estado (principalmente pelo que conseguiu nos últimos anos), o River tem obrigação de brigar pelo título e acredito que o time formado não fugirá dessa missão.

O Altos montou um time para disputar a Copa do Nordeste, iniciou a pré-temporada antes de todo mundo e tem um treinador de ponta. Não seriam necessário mais motivos…

Picos e Parnahyba tem histórias parecidas para a temporada 2017. Apostaram em treinadores já conhecidos, tem uma grande força jogando nos próprias domínios e chegam procurando desbancar os anos de conquistas do River.

Depois de anos como coadjuvante, o Flamengo busca uma mudança de patamar dentro do Campeonato Piauiense, mas os problemas estruturais do time pode o deixar um nível abaixo dos outros. Já o 4 de Julho acaba de voltar da Série B do Piauiense, mas sob o comando de Luís Miguel e com a valiosa ajuda da prefeitura de Luiz Menezes, o Colorado pode tentar algo mais do que permanecer na elite estadual.

Por fim, o Piauí… o time tem um elenco com pouca experiência, o treinador tem pouca rodagem… vai precisar de bastante superação para permanecer na Série A.

Leia também: Guia do Campeonato Piauiense 2017: os detalhes de River, Altos, Parnahyba, Flamengo-PI, Picos, 4 de Julho e Piauí

Lindolfo Monteiro tem gramado maltratado e não agrada técnico do River

26/01/2017 - Atualizado em: 26/01/2017, 16:38 Publicado por: Victor Costa

O Estádio Lindolfo Monteiro foi escolhido como casa do River para a Copa do Nordeste 2017 por ser mais acanhado e dar “mais pressão” ao adversário. No entanto, o gramado do estádio não correspondeu as expectativas do treinador Waldemar Lemos.

Após treinar pela primeira (e única vez) no estádio antes da estreia na competição, o treinador do River criticou o estado do gramado e pediu melhorias:

“Sinceramente não gostei. Tem algumas coisas que precisam ser melhoradas, mas a gente sabe que no futebol são necessários investimentos e talvez tenha tido esse problema que é comum em todas as instituições. Mas sempre precisamos pensar me melhorar. Acredito que os responsáveis pelo campo e pelo futebol do Piauí como um todo podem pensar nisso”, declarou Waldemar Lemos.

O Lindolfo Monteiro tem pela frente uma grande carga de jogos para ser palco. Com o Albertão considerado grande demais para os padrões do futebol piauiense, o LM deve ser o principal estádio na temporada para River, Piauí, Flamengo-PI e Altos, que ainda não tem o Felipão liberado para jogos.

Roberto Heuchayer se envolve em polêmica no Santa Cruz e torcida pede “rescisão já”

23/01/2017 - Atualizado em: 23/01/2017, 09:10 Publicado por: Victor Costa

O lateral-esquerdo piauiense Roberto Heuchayer, natural de Picos, se envolveu em uma polêmica e a torcida do Santa Cruz não está muito feliz com ele.

Roberto chegou ao Santa Cruz por empréstimo vindo do Atlético-PR (Foto: Divulgação)

Roberto chegou ao Santa Cruz por empréstimo vindo do Atlético-PR (Foto: Divulgação)

De contrato recém-renovado o clube pernambucano, Roberto, de 26 anos, compartilhou uma notícia que supostamente o colocava como um dos possíveis reforços do Grêmio. Os torcedores do Santa Cruz viram isso como uma falta de comprometimento e começaram uma campanha de “Rescisão já!” para Roberto.

Para colocar ainda mais lenha na fogueira, Roberto fez comentários nada amistosos em seu Facebook quando citado a possível negociação com o Grêmio: “Tem cada um que vem falar merda que a gente fica louco”, disse Roberto.

Expressões de Roberto do no Facebook não foram bem aceitas pela torcida do Santa Cruz (Foto: Reprodução / Facebook)

Expressões de Roberto do no Facebook não foram bem aceitas pela torcida do Santa Cruz (Foto: Reprodução / Facebook)

A torcida pede que a diretoria do Santa Cruz rescinda o contrato de Roberto o mais rápido possível. No entanto, nenhum diretor do clube coral se pronunciou sobre.

 

pesquisar no blog